Desperta, Pará !

E o Futebol Paraense dá os primeiros sinais de que, após anos de inércia a padrões nacionais, vai despertar para bater pau a pau com os gigantes do Futebol Brasileiro. Nesta quarta feira, o Remo bateu o Bahia por 2×1 no jogo de ida, e o Paysandu, por sua vez, despachou o Sport Recife por 4×1 dentro da Ilha do Retiro, no jogo de volta e está nas Oitavas de Final.

Viva ! Mil Vivas a Remo e Paysandu e seus triunfos na Copa do Brasil de 2012. E, que nos próximos anos, Tuna Luso e Águia de Marabá também consigam tal êxito.

Não que eu esteja torcendo pelos Paraenses, não é isso.  Mas é que o Futebol do Pará provavelmente seja o último elo vivo do Futebol do Norte pro resto do país. Estado, que, ao meu ver, mesmo tendo Belém do Pará com times superiores e estrutura interessante pros padrões do Norte e Nordeste, ficou injustamente fora da Copa do Mundo em detrimento do Amazonas e de alguns estados do Centro-Oeste e Nordeste que, não deveriam estar no torneio.

Seja sincero. Por mais que você more no Amapá, no Amazonas, em Rondônia, no Acre ou em qualquer outro estado do Norte do país que não seja o Pará e torça para um destes clubes, deve saber que é bem difícil de se botar fé nacionalmente num Rio Negro do Amazonas ou num Ariquemes, de Rondônia, por todas aquelas questões que a gente sempre aborda aqui.

Se o abismo financeiro e estrutural já é meio abissal entre os próprios gigantes (reveja o post desta semana sobre isto), imagine dos gigantes do restante do Brasil pros times do Norte, onde a esmagadora maioria dos clubes de lá, me perdoe a sinceridade, são considerados de pequenos pra baixo. Quase anões.

O Mangueirão, lotado em dia de Remo x Paysandu

O Mangueirão, lotado em dia de Remo x Paysandu

Salvam quem no balaio de times do Norte que talvez possam um dia voltar a bater com os grandes ? Remo e Paysandu, que ainda conseguem pensar grande. Talvez por tradição, torcida,  estádio bacana e sempre lotado pra se jogar, sei lá. A questão é que, por sorte ou competência, o Paysandu já está nas Oitavas de Final e o Remo está quase.

É preciso que o Futebol do Pará desperte novamente. Que o Remo volte a ser o Remo de 1993, semi-finalista do Brasileiro. Que o Paysandu volte a ser o Paysandu de 2003, que chegou as Oitavas da Libertadores. Isso fará bem para a Região Norte do país. Irá abrir muitos olhos e mentes sobre como vencer no futebol quando o recurso financeiro e estrutural é relativamente baixo.

Mil vivas a quem está colocando o Futebol Paraense, novamente no mapa.

Até mais !

Luís Butti
Twitter: @luisbutti

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s