Mais do Mesmo

Diferente de 2011, quando apareceram uns novatos-surpresa (Oeste, Mirassol e a própria Portuguesa de Desportos, que vinha mal em 2010)  entre os oito clubes classificados,, se tem uma expressão que define o nosso glorioso Campeonato Paulista de 2012 certamente seria “Á vá!”. Deu a lógica, o óbvio, o Mais do Mesmo. E a coisa ficou relativamente chata.

Os quatro grandes (Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos) classificados nas primeiras colocações, restando apenas definir quem é que fica com qual, mais Guarani e Ponte Preta, que, além de possuirem um bom histórico de Finais em Paulistões, vinham bem em 2011, e os tradicionais Mogi Mirim e Bragantino, presentes em outras Fases Finais em anos não muito distantes.

Talvez a única surpresa seja o provável Rebaixamento da Portuguesa de Desportos, após um Brasileiro Série B fabuloso em 2011, subindo com pompas de gigante. Agora agoniza e periga seriamente em ir embora para a Série A-2 do Futebol Paulista ao lado dos dois de Ribeirão Preto (Botafogo e Comercial), e talvez o XV de Piracicaba ou a Catanduvense.

O santista Neymar e o corinthiano Liédson. Deu a lógica e os grandes estão dominando.

O santista Neymar e o corinthiano Liédson. Deu a lógica e os grandes estão dominando.

Agora, eu vou bater uma tecla que muita gente está batendo. Com todo o respeito aos times do interior, e até o São Caetano e a Portuguesa de Desportos. Não dá mais para os quatro gigantes disputarem o mesmo Campeonato que os do Interior. Hoje, Cléber Machado e sua equipe de transmissão na Rede Globo nos passou um dado, que, pra quem gosta do Futebol do Interior, é extremamente preocupante.

Neste Paulistão, faltando apenas duas rodadas, tivemos cerca de 30, 40 jogos entre os times do G4 (os quatro gigantes) contra os do Interior. Nestes tantos e tantos jogos, sabe quantas vezes os do Interior venceram os grandes ? Apenas DUAS. Isso mesmo, duas.

Ontem, quando o Mirassol venceu o Palmeiras no Pacaembu por 1×0, e no começo do Paulistão, quando o Mogi Mirim venceu o reserva do Santos por 3×1. Mais nenhum. O resto, tudo surra dos gigantes pra cima dos nanicos. Na pior das hipóteses, um empate maroto, que se a memória não me falha, não aconteceu nem vinte vezes. É uma supremacia bastante assustadora.

Antes das Quartas de Final, mais duas rodadas. Provavelmente, duas rodadas chatas pra cacete e de amplo domínio dos gigantes até o mata-mata. Mata-mata, que, sinceramente eu acho muito difícil que os quatro não façam as Semi-Finais. Pode acontecer uma zebra ? Pode, mas sinceramente não acredito. A diferença dos quatro pros demais urra.

E que siga o cortejo do nosso glorioso Paulistão, que precisa de uma re-leitura com urgência. Re-leitura que é bem-vinda nos demais estaduais, a propósito. A maioria deles também está na mesmice.

A solução está na volta dos Torneios Regionais, sem nanicos ? Só os oito do RJ e SP. Porque não ? Fica a dica.

Até mais !

Luís Butti
Twitter: @luisbutti

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Mais do Mesmo

  1. Richard disse:

    O que ta errado é a formula de disputa. Divide isso em dois grupos, passa-se 4 de cada lado, cai dois ou entao divide isso ai em 4 grupos de 5 times e cruza eles. Da para fazer uma formula maluca de um time do grupo A enfrenta os 5 do grupo b, que enfrenta 5 do c, que enfrenta 5 do d, que enfrenta os 5 do a. Pronto. Olha q diferente, da 10 jogos, passa-se 2 de cada grupo e se mata em quartas, semi e final. vao fazer no maximo 16 jogos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s