Cai, não fica nada.

Caros amigos do Blog EU, RADAMÉS Y PELÉ, em primeiro lugar, quero agradecer ao carinho e a audiência surpreendente nos primeiros dias e posts de Blog.

Conforme prometido, hoje iremos abordar um assunto infelizmente frequente nos grandes clubes brasileiros: o nepotismo e o continuismo nas gerências e diretorias.

O exemplo não poderia ser melhor. O São Paulo Futebol Clube, que até pouco tempo atrás, era considerado ícone de boa gestão, hoje começa a transparecer resultados pífios de uma herança nebulosa e bastante perigosa.

Desde que o Presidente Carlos Miguel Castex Aidar, que montou o esquadrão dos Menudos do Morumbi de 1985 e 1986, Campeão Paulista e Campeão Brasileiro respectivamente, deixou o clube da Vila Sônia, entrava um senhor que faria história no São Paulo Futebol Clube.  Seu nome é Juvenal Juvêncio.

Vocês devem estar pensando que errei de ano. Não, não errei. De 1988 a 1990, Juvenal Juvêncio assumia o Tricolor do Morumbi, sabe lá com quais das intenções. O clube, diferente das gestões passadas,, perde dois Brasileiros consecutivos para Vasco da Gama e Corinthians, e cai para a Segunda Divisão no Campeonato Paulista de 1990, voltando para a elite do futebol de São Paulo já em 1991 (e sendo Campeão da Primeira Divisão, inclusive) após disputar a Segundona no mesmo ano, em manobras de condutas duvidosas até dentro da própria cúpula São Paulina.

São Paulo é Rebaixado no Paulistão 1990 e disputa a Segundona em 1991.

Juvenal saiu, e outras administrações entraram. Pimenta, Casal de Rey, Bastos Neto, Paulo Amaral, Marcelo Portugal Gouveia, e novamente Juvenal Juvêncio.

Juvenal, com a casa arrumada pelo excelente Marcelo Portugal Gouveia, é Tricampeão Nacional de forma consecutiva. Porém, o sucesso cega Juvenal, que acreditando ser o Soberano dentro e fora de campo, instala um perigoso continuismo no rumo tricolor.

Os resultados não podiam ser mais desastrosos. Além de encarar um jejum que se encaminha para quatro anos (coisa antes rara no São Paulo), o clube perde sua força política na FPF e na CBF. Juvenal não aceitava ser submisso a Marco Polo Del Nero e a Ricardo Teixeira.

O poder havia lhe subido a cabeça e a torcida são paulina não se deu conta disso.

O pior ainda estava por vir. Após perder, por vaidade, os três rivais Corinthians, Palmeiras e Santos de atuarem em seus clássicos como mandante no Morumbi (o que significava uma perda bruta em renda líquida), perde nos bastidores o direito do Morumbi ser a sede paulista da Copa de 2014 para a Arena Corinthians.

Quem ontem parecia imbatível com seu REFFIS, o Morumbi e o CT de Cotia, se vê sucatear ano a ano, vitimado pela ânsia de poder do Rei de Paus no carteado tricolor, enquanto os três rivais revelam craques, constróem mega-arenas e mudam seu estatuto para melhor, o São Paulo sofre com os erros, que no passado, derrubaram exatamente seus rivais.

E a partir daí, a torcida são paulina parece ter acordado.
Pedem a saída de Juvenal, mas Juvenal não sai.

Juvenal Juvêncio é reeleito pela terceira vez consecutiva (fora a gestão de 1988-1990), rasgando o estatuto em pedacinhos. Consegue subterfúgios na justiça para ficar no comando do São Paulo Futebol Clube. Uma carta difícil de sair do jogo.

De mãos atadas, o torcedor tricolor deve se perguntar se, o tempo que já não é bom, se é possível piorar, com mais uma gestão de Juvenal.

Só as cartas podem nos dizer pra onde irá a nau tricolor, que antes cruzava batalhas gloriosas, hoje se encontra perdida administrativamente.

Porém, pelo rumo que observamos, não é preciso ser cartomante para adivinhar. A própria letra canção nos mostra o risco seríssimo  que Juvenal fará o Tricolor passar, novamente.

Cai o Rei de Espadas
Cai o Rei de Ouros
Cai o Rei de Paus
Cai, não fica nada

Se existe um Soberano na Zona Sul, este é Juvenal Juvêncio, e não o São Paulo Futebol Clube.

Luís Butti

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s